Destaques do mês de Junho

Este mês, ao contrário do anterior, foi logo rotulado com noticias devastadoras, e olhando bem para os três acontecimentos que eu decidi destacar, não são mesmo lá muito felizes


1º: As alterações climáticas e o acordo de Paris

Comecemos logo com o dia 1 de Junho, dia em que o senhor Trump decide retirar os US do acordo de Paris. Uma decisão que me deu logo cabo das mioleiras. Ora, sendo ele um individuo que não acredita nas alterações climáticas, ou seja, não acredita em VERDADES empíricas, ou então é o dinheiro que o faz desacreditar!

Tenho mesmo receio das consequências destas ações. O nosso planeta já não é um mar de rosas e ter este tipo de pessoas no poder não o vai com certeza melhorar. Vejo muito na televisão e nas redes sociais apelos á defesa dos direitos das mulheres, ás comunidades gays mas não tanto quanto se devia ás alterações climáticas. Não que eu queira desprezar os outros problemas sociais, mas do que vale tudo isto se no final de contas nem temos uma "casa" como deve de ser, um ar minimamente respirável e água potável?


2º: Os incêndios em Portugal

Não poderia deixar de lado este desastre de Pedrógão Grande que destruiu tantas famílias, deixando apenas histórias traumáticas para serem contadas nas televisões...

E sim, foi bonito o modo como os portugueses lidaram com esta situação de coração cheio, e não só, temos também muito a agradecer a todos os outros países que se disponibilizaram no combate a este incêndio.

Não quero também repetir a história dos bombeiros, que fizeram o melhor que puderam, nem vou falar sobre a nossa grande mata de eucaliptos, mas queria mesmo destacar um pequeno pormenor: penso que na Guiné também se chegou a fazer um concerto solidário e eu fiquei a pensar sobre esta atitude tão amiga, pois talvez o povo da Guiné necessita ainda mais de ajuda do que propriamente Portugal. No entanto, mostraram este seu lado humilde que me fez admirá-los ainda mais.










3º Os exames

Junho também significa exames nacionais, e sendo uma aluna (agora já antiga aluna) do 12º ano, também tenho a esta carga que me compete.

Comecemos pois com a esta fuga de dados do exame de português, que graças a Deus não vai ser anulado, mas só mostra a injustiça e a grande língua que os portugueses ainda sofrem. Sempre houve beneficiados com estas "fugas" de informação, só que desta vez a língua foi maior que o cérebro.

Outro aspeto, e principalmente para quem está no 12º sofreu isto, foi a pressão. Pois neste momento a nota de um exame é crucial para a média de entrada na Universidade. No meu caso, que é até uma história bem surreal, eu quero entrar com a nota do exame de Geometria, mas para conseguir entrar no curso que eu quero, em que a média até é bastante alta, teria que ter no exame 19 ou 20 (e eu não estou a brincar). Ora, lá fui eu pela terceira vez fazer o exame e confiante, porque o meu lema de vida  é "á terceira é de vez", e... eu penso mesmo que á terceira foi mesmo de vez, finalmente!

Mas bem, irei atualizar-vos sobre este pormenor da minha vida muito provavelmente para o próximo mês.


Até lá... boas férias!

Share:

4 comentários

  1. gostei muito deste post abordaste temas mesmo muito interessantes.
    http://grandesonhadorablog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Amei seu blog, estou seguindo e convido você a conhecer os meus,se gostar será um prazer tê-la como seguidora.
    Um abençoado início de semana e que Jesus seja o seu guia em todas as horas.
    Abraços fraterno
    Profª Lourdes Duarte.
    https://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    https://www.pensador.com/colecao/lourdesduarte/

    ResponderEliminar